Pare de Agir Como Rico e Seja um Verdadeiro Milionário

Tempo de leitura: 6 minutos

Você já deve ter ouvido falar de Henry Ford. Em 1913 ele idealizou o sistema de produção em massa o qual recebeu o nome de Fordismo. Foi algo épico para a época e possibilitou que o mesmo produzisse uma quantidade de 2 milhões de carros por ano.

Mas o que Henry Ford tem a ver com este artigo? Para suprir uma oferta cada vez maior de produtos consequência do modelo criado por Ford, era necessário mudar a mentalidade de consumo das pessoas. Não era incomum nesta época as pessoas terem somente 1 ou 2 sapatos por exemplo. Era uma época em que os consumidores compravam produtos somente pela sua necessidade. Voltando ao exemplo acima, não haveria razão para obter mais de um sapato pois simplesmente não era necessário.

A Mudança de Consumo por Necessidade para um Consumo por Desejo

mulher comprando

Existe um conceito muito básico de economia que é a famosa lei da oferta e procura. O sistema idealizado por Ford possibilitou uma oferta de produtos jamais vista antes, entretanto o pensamento da época ainda era voltado para um consumo de produtos por necessidade. Eram valorizados atributos como durabilidade, resistência e praticidade dos produtos. Criava-se então um grande problema, havia um excesso de produtos devido ao processo de produção em massa e pessoas que só pensavam em consumir por necessidade.

Para mudar este cenário, iniciou-se um processo para mudar a mentalidade dos consumidores da época, começou-se um trabalho para fazer as pessoas consumirem não por necessidade, e sim por desejo. Isto continua até os dias atuais.

É simples de ver isto nos dias hoje, um exemplo é quando compramos por status, algo que acontece muito quando se trata de veículos. Em geral, compra-se algo que eu não preciso, com um dinheiro que eu não tenho e para impressionar outras pessoas que eu nem conheço.

Outro grande exemplo é a capacidade se ser influenciado pelas pessoas ao nosso redor. O marketing de vendas usados nas campanhas publicitarias dos dias de hoje faz um trabalho fenomenal neste aspecto. Sabe-se que o ser humano tem uma tendência de seguir o comportamento das pessoas ao seu redor. Vários são os produtos vendidos com o apelo de que estaríamos “fora da moda” e que devemos compra-lo para não parecer “ultrapassado”.

É comum também associar um produto a alguma celebridade bem sucedida, passando a mensagem que quem usa aquele produto também é uma pessoa bem sucedida. Quantas vezes você já não viu alguém famoso na TV fazendo propaganda de algum produto?

Essa mudança de mentalidade provocada pelo marketing de vendas proporcionou uma turbinação nas vendas de produtos. Não existia mais a limitação de comprar por necessidade, e sim por parecer bacana, estar na moda, parecer bem sucedido, arrojado e etc.

Nunca foi Tão Fácil se Sentir Rico

É muito fácil comprar um relógio de 2 mil reais e ter aquela sensação de riqueza momentânea. Compra-se um produto caro sem ter necessariamente uma abundância financeira. Fica-se com aquela breve sensação de riqueza, quando na verdade você esta comprando algo que muitas vezes não precisa e com o dinheiro que não tem. Perceba que é muito fácil alcançar a sensação de estar rico, basta adquirir algum produto de luxo por exemplo.

Outro exemplo que todo brasileiro conhece é a abundancia do crédito. No ano de 2013 o governo expandiu o crédito contribuindo para um aumento do consumo da população em geral. Este aumento de consumo não foi fruto de um enriquecimento maior da população e sim por uma aumento da facilidade de acesso ao crédito fácil.

Costumo dizer que se crédito fosse dinheiro todos os brasileiros estariam milionários. Tenha em mente que se você não esta comprando a vista, a conta sempre chegará para você pagar depois. Se você comprou com juros a situação é ainda pior, ela provavelmente virá duplicada ou triplicada.

Como Mudar Sua Mentalidade e ser Seu Aliado

Mudando a mentalidade

Se você consome por desejo e se encaixou em algum dos casos acima, a primeira coisa a fazer é se conscientizar disso e querer mudar. Eu gosto muito da seguinte expressão “ninguém se importa”. Vou exemplificar esta ideia abaixo:

  • Comprou uma camisa de marca? Resposta: Ninguém se importa!
  • Trocou seu carro pelo modelo do ano atual sendo que o antigo lhe atendia perfeitamente? Resposta: Ninguém se importa!
  • Trocou seu celular por um novo enquanto o antigo ainda era satisfatório? Resposta: Ninguém se importa!

Pode-se dar vários exemplos como esse, mas uma coisa é certa, a única pessoa que se importa e liga para essas coisas é você. Nessa sociedade cada vez mais voltada para o consumo sem necessidade, eu escolhi ser meu aliado e você?.

Abaixo dou dicas para você desapegar deste hábito consumista, algumas são batidas mas funcionam muito bem se forem colocadas em prática.

  • Se for sair de casa para comprar algo, compre somente aquilo que saiu disposto a comprar.
  • Não entre em lojas de shopping procurando o que comprar, já entre na loja sabendo exatamente o que você precisa.
  • Antes de comprar algum produto, pergunte a sí mesmo se esta comprando por necessidade ou por puro consumismo. Existe algum produto semelhante mais barato? Devo comprar isso agora ou posso adiar um pouco mais?
  • Comece o hábito de poupar. Vários especialistas recomendam poupar pelo menos 10% do salário ao mês, se você não consegue poupar isso, comece com menos, criar este hábito é mais importante do que o valor poupado em si. Vá aumentando com o tempo.
  • Seu salário acaba logo no primeiro dia pagamento?  Mude este comportamento voltado exclusivamente para o consumo, ao invés disso, procure reservar uma parte do seu salário para criar uma reserva de emergência ou para investir pensando na sua aposentadoria.
  • Invista em sua educação financeira, são vários os sites da internet que podem te ajudar com isso, este aqui é um deles.

Agora é com você! O que você achou deste artigo?

Eu acredito que o processo de interação é a melhor maneira fixar e aprender as coisas. Participe deixando seu comentário ou dúvida sobre o que você acabou de ler, além de ser muito importante para mim, você ainda pode estar ajudando outros leitores que possuem os mesmos questionamentos.

Se inscreva também na lista do site para receber em primeira mão artigos, vídeos e notícias que vão te ajudar a poupar, economizar e investir dinheiro.

Crédito das Imagens usadas neste artigo: Depositphotos.
  • Ivan Matos

    Conselhos acatados!
    Reduzi minha banda de internet, meu plano do telefone fixo, negociei a redução do valor do meu plano de telefone celular e já estou solicitando o pacote de tarifas digital nos meus dois bancos. Consegui uma redução de 40% dos meus gastos com essas coisas, das quais eu nem sequer precisava. Agora é só felicidade, esses valores já viraram investimento! kkkkkk

    Hoje inclusive tive que ir no Itaú, para abrir mais um conta lá, por solicitação da minha empresa. A gerente tentou me empurrar um cartão com anuidade, mandei um “Não, obrigado”, com muita satisfação! kkkkkk

    Mayko, muito obrigado pelas dicas!

    • Oi Ivan,

      Obrigado por compartilhar seus resultados =)

  • Olinda cleusa

    Olá Mayko, tenho acompanhado com especial interesse suas orientações, mas não sei como contratar uma corretora, poderia me ajudar?

  • Fernanda

    Mayko muito interessante seu artigo. Sinceramente sentei hoje para ler sobre o assunto e com a sua matérias pude abrir a mente e ate mesmo percebi que preciso me aprofundar muito mais no assunto, pois eu estava muito empolgada para guardar meu pouco dinheiro e sempre achei que a melhor maneira era a poupança, estava enganada e agradável justamente por não cair nesse ‘falso’ investimento. Parabéns pelos conhecimentos e por dividi-los com os iniciantes.
    Inclusive, Mayko gostaria de saber por onde iniciar, quero começar do zero mesmo, li muitos artigos porém muitos nomes ainda são muitos desconhecidos por mim. Por onde você me indica a começar, pode me indicar artigos onde eu posso tirar dúvidas, sobre o tesouro direto, Selic, LIC, li a respeito de tudo, mas por tudo ser novo, fiquei embaraçada. Agradeço desde já pelos conhecimentos repassados e Boa noite.

    • Oi Fernanda, você pode começar pelo curso gratuito oferecido aqui no próprio blog.

  • Fagner Luiz Pulça de Barros

    Parabéns pelo artigo Mayko! Alás pelos os artigos todos são maravilhosos. Olha estou pensando em investir no tesouro selic e tesouro prefixado o q vc acha? Vc pretende fazer artigos sobre renda variável também?

    • Oi Fagner, não há previsão para artigos de renda variável. Os próximos artigos que postarei envolverão finanças pessoais e Renda Fixa.
      Sobre Tesouro direto, acredito ser melhor começar investindo no Tesouro Selic para ganhar confiança. A medida que for adquirindo mais conhecimento, vá migrando para os investimentos que você se sentir mais confortável.

  • Luciano Alcantara

    apos ver suas dicas estou aprendendo, ja investi no td, cdb, agora poderia fazer uma materia sobre bitcoin ! pois inclusive tem uma empresa aq em MS que esta arrebanhando muita gente p investir não sei se já conhece alguma, “MMN” denominada MinerWorld!

    • Oi Luciano, vou anotar aqui como sugestão futura.